Unidos pelo Brasil pede volta de eventos e alimentação

DATA: 16/09/2020

FONTE: https://site.cndl.org.br/unidos-pelo-brasil-pede-volta-de-eventos-e-alimentacao/

O Instituto Unidos Pelo Brasil inicia hoje pelas redes sociais uma campanha pelo retorno às atividades dos segmentos de eventos, além do fim das restrições de horário de funcionamento imposta aos bares e restaurantes.

Os dois setores e também o comércio foram os mais afetados durante a pandemia do novo coronavírus. “Os números mostram em todos os estados de forma geral, exceto em poucas regiões específicas, uma queda acentuada de cinco semanas consecutivas na taxa de contágio e precisamos de respostas mais ousadas para evitarmos a perda de mais empregos.”, comenta, Nabil Sahyoun, presidente do Instituto Unidos Pelo Brasil.

O Instituto critica os longos decretos de quarentena impostos geralmente por governadores e alguns prefeitos que em alguns estados chegam a cinco meses. “Construímos com dinheiro público hospitais subutilizados e caríssimos, já desativados, não atingimos nem 10% dos dados catastróficos de algumas previsões, então o setor produtivo que já adotou todos os protocolos possíveis precisa voltar ao trabalho e gerar inclusive recursos para o estado que já perdeu muito nos últimos meses.”, reforça Sahyoun.

O Unidos Pelo Brasil começou hoje uma campanha pelas redes sociais para conscientizar as autoridades sobre a retomada da economia sem mais restrições adotando os protocolos seguros de saúde: “São 20 protocolos nos shoppings, outros tantos para bares e restaurantes, e tudo foi implementado com muito sucesso.”, afirma Sahyoun. A iniciativa também defende o fim dos horários restritos aos bares e restaurantes, uma vez que a extensão do funcionamento permite também o atendimento mais seguro dos clientes sem risco de aglomeração.

O Instituto Unidos pro Brasil pede 10 medidas de retomada para os segmentos de eventos, além dos bares e restaurantes:

1⁃ Permissão da volta dos eventos corporativos com controle de acesso e protocolos de saúde;

2⁃ Permissão de funcionamentos de buffets e espaços de eventos suspensos desde março;

3⁃ Fim das restrições de horário de funcionamento no comércio para que estejam abertos o maior tempo possível, o que é uma medida para evitar aglomerações;

4⁃ Implantação dos mesmos protocolos válidos para os shoppings e supermercados estendidos aos bares e restaurantes, além dos buffets; controle de temperarura, dispensadores de álcool gel e instruções sobre higiene e prevenção ao contágio do coronavírus;

5⁃ Adoção de medidas adicionais como instalação de painéis de acetato em balcões, divisores em mictórios masculinos e outras providências em ambientes de uso coletivo;

6⁃ Higienização constante de ambientes de uso coletivo como Hall, lobby e outros locais de encontro;

7⁃ Em eventos, estabelecer limite de 50% da capacidade dos locais;

8⁃ Disponibilizar a reserva online em eventos de bares, restaurantes e encontros corporativos ou de negócios (feiras. por exemplo) evitando contato e manipulação de dinheiro ou máquinas de cartão;

9⁃ Organização de fluxos de entrada e saída dos locais para evitar aglomerações e contato físico como tem sido feito no comércio;

10⁃ Instrução das equipes de trabalho: recepcionistas, atendimento, orientadores, produtores e atendentes em geral para uso de EPIs e instrução aos frequentadores dos espaços.

Botão Voltar ao topo
Fechar